Rede Social
Radio Princesa
informativo Princesa
18/01/2013
DETRAN/RN anuncia realização de leilão com mais de 1.300 veículos apreendidos
Mais de 1.300 veículos apreendidos pelo Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Norte, DETRAN/RN, serão leiloados no dia 28 de fevereiro. A informação prestada pela assessoria de imprensa do órgão, em Natal, adianta que essa é a primeira parte do leilão, que representa um pouco mais da metade dos veículos que se encontram no pátio do órgão. O órgão disse que, conforme palavras do diretor-geral do Departamento, Willy Saldanha, o restante não pode ser ir para leilão no momento em virtude de pendências judiciais ou relativas ao financiamento do veículo. O dirigente informou que, no dia, os bens serão divididos em lotes, agrupados por estado de conservação. Adiantou que, destes lotes, existirão alguns destinados à sucata, que não poderão mais ser usados já que o DETRAN vai retirar o número do chassi. Os interessados em participar do leilão poderão visitar os carros e motos, mas ainda não foi definido em que momento isso acontecerá. Segundo Adriano Barbosa, presidente da Comissão do Leilão e Coordenador de Educação e Fiscalização do DETRAN/RN, essa informação será divulgada no portal eletrônico da autarquia estadual, mas provavelmente essa visitação acontecerá nos dez dias antes da data prevista para a haste pública. Esclareceu que junto a essa informação, será divulgado o local exato de onde serão realizados os lances. Ele disse que os carros, que antes ficavam acumulados no estacionamento da sede, foram removidos e hoje estão em um pátio localizado na Avenida Capitão Mor-Gouveia, na antiga garagem da Viação Guanabara, na capital do Estado. Explicou que a remoção foi necessária porque o acúmulo deles no local anterior colocava os usuários em risco de, por exemplo, contrair a dengue. E, registrou, além disso, impedia, em alguns momentos, os contribuintes de usufruir do estacionamento. Após o leilão em Natal, sequencialmente ocorrerá um em Mossoró. Adriano Barbosa informou que a perspectiva é que estes leilões acontecem regularmente a partir de agora. Disse que é claro que é preciso que obedecer a uma legislação, pois o Código Brasileiro de Trânsito prevê que apenas após 90 dias é que o bem pode ir à leilão. Citou que, após isso, o órgão tem que notificar o proprietário dando um prazo inicial de 20 dias para a retirada do veículo. Depois, acrescentou o dirigente, caso ninguém apareça, o DETRAN faz um chamamento via Diário Oficial e dois meios de imprensa dando mais 30 dias de prazo e, só neste período, são quase cinco meses. Atualmente, o DETRAN tem cerca de 2.500 bens apreendidos entre carros e motos no Estado, alguns parados há quase 10 anos. Após a arrematação dos transportes, a autarquia trabalha com o prazo de 15 dias para entrega aos compradores.
outras notícias
  • Fale conosco
    (84) 3331-1223
  • Copyright © 2005-2014
    Radio Princesa do Vale
    Todos os direitos reservados